10 recordes impressionantes no nascimento.

Estatisticamente falando, um recém-nascido mediano pesa 3500 g e mede 50 cm, vindo ao mundo após uma gestação de 268 dias. Estes 10 recordes mostram que nem sempre é assim. Eles são simplesmente impressionantes.

1) O recém-nascido mais leve

Emília mal pesava 300 g quando nasceu em 25 de novembro de 2015. Ela nasceu já na 26ª semana de gravidez, no Marien-Hospital, em Witten (Alemanha), tendo vindo ao mundo por cesariana. Ela foi considerada o bebê mais leve do mundo e sua sobrevivência não era dada como certa. No entanto, Emilia é uma pequena guerreira e hoje é uma menina feliz e saudável. 

pint1

2) O recém-nascido mais pesado

Por outro lado, em 1955, a italiana Carmelina Fedele trouxe ao mundo um menino com incríveis 10,2 kg. Tendo quase três vezes o peso de um recém-nascido comum, o menino (e também a mãe) entraram para o Livro Guinness dos Recordes. 

pint1

3) A mãe mais velha

Ainda que a idade média em que as mulheres têm o primeiro filho esteja aumentando, este caso é especialmente extremo. Depois de 55 anos casados e sem filhos, um casal decidiu fazer uma inseminação artificial. Foi assim que a indiana Rajo Devi Lohan trouxe em 2008 a sua primeira filha ao mundo - mesmo com a sua menopausa tendo acontecido 20 anos antes. No dia do nascimento, ela tinha nada menos que 70 anos.  

pint1

4) O parto mais rápido

Um parto dura entre 8 e 14 horas em média. A australiana Mary Gorgens, mãe de 4 crianças, sabia bem disso. Todos os seus partos haviam sido rápidos, mas o seu filho Brody foi recordista. O menino nasceu 2 minutos após a bolsa romper. Eles sequer conseguiram deixar o quarto. Um parto no próprio quarto já havia acontecido com a irmã de Brody, Mia. Apenas uma criança da família realmente conseguiu chegar ao hospital. 

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Mary Gorgens: My Life With 6. (@mrsg2004) am

5) O maior recém-nascido

Na China, em agosto de 2007, uma mulher trouxe um menino ao mundo que media bem acima da média de 50 cm. Ao nascer, ele tinha 75 cm e pesava 7 kg. 

pint1

6) O maior número de bebês em um parto

O título de maior número de bebês em um mesmo parto é da norte-americana Nadya Sulemann, em 2009. Depois de uma inseminação artificial em 2008, ela trouxe óctuplos ao mundo. Isso foi uma surpresa até mesmo para os médicos. O casal já havia tido sêxtuplos após uma outra inseminação artificial. Com isso, eles se tornaram grandes concorrentes à próxima mulher da lista. 

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Solomon Family (@nataliesuleman) am

7) A mulher mais fértil 

Esta história também é incrível. Segundo relatos, entre 1725 e 1765, a russa Vassilyev passou por 27 partos, dando à luz um total de 69 crianças. Por mais inacreditável que isso pareça, a história é verdade e está no Livro dos Recordes da Guinness. O número assustadoramente alto só foi possível porque ela teve 16 gêmeos, sete trigêmeos e quatro quadrigêmeos. 

Caden's Birth 015

8) O bebê mais prematuro

Em novembro de 2010, a pequena Frieda nasceu em Fulda, na Alemanha. Ela é o bebê mais prematuro a sobreviver. Em 2010, a menina veio com apenas 21 semanas e 5 dias ao mundo, o que é a metade do tempo médio de uma gestação. Ela nasceu pesando 460 g e medindo 26 cm. Um recorde absoluto. 

pint1

9) O parto mais longo

O nascimento das gêmeas Amy e Katie Elliot foi tudo menos normal. Os pais já tinham dois filhos, de 11 e 13 anos, e estavam ansiosos com o nascimento das gêmeas. Isso sem saber como elas acabariam vindo ao mundo. Em junho de 2012, a mãe Mary começou a ter suas contrações e deu à luz sua filha, Amy, quatro meses antes do esperado. No entanto, ela não pôde fazer o mesmo com a sua irmã gêmea, que não veio ao mundo até o final de agosto, 87 dias (quase 3 meses) depois. As duas são gêmeas realmente extraordinárias!
 

pint1

10) A mãe mais jovem

Um caso extremamente especial é o da pequena Lina Medina, do Peru. Em 1939, ela trouxe um menininho de 2,7 kg ao mundo quando tinha apenas 5 anos de idade. A menina tinha puberdade precoce. A identidade do pai nunca foi revelada, apesar de o próprio ter sido foco de investigação por muito tempo. O filho de Lina morreu em 1979 por causa de uma doença óssea. Sua morte não teve nada a ver com seu parto excepcional.

pint1

Alguns desses registros são certamente discutíveis, mas todos são únicos e extremos. Eles mostram que nenhum nascimento é igual ao outro e que a natureza tem suas próprias regras. Eu não sabia que a maioria desses recordes era possível.

Comentários

Também incrível