9 diferenças entre as casas ao redor do mundo.

Abaixo está uma compilação de 9 itens domésticos que são, em certo sentido, idiossincrasias nacionais. Em outros países eles não existem ou parecem completamente diferentes. Veja por si mesmo como diferentes lares ao redor do mundo podem ser.

1) Assentos de privada em "U" (EUA)

Nos EUA, esses assentos são encontrados principalmente em banheiros públicos. Nas casas e apartamentos, costuma-se ver os tradicionais assentos em "O". 

pixabay/jarmoluk

A lacuna no assento é por motivos higiênicos, para que as mulheres pudessem se limpar sem encostar a mão na privada. No entanto, o assento em "U" também está presente nos banheiros masculinos. 

Uma outra explicação (não oficial) é que a lacuna diminui os custos de produção. 

pikabu/quietomut

2) Privada-ducha (Japão)

Não só os banheiros norte-americanos se diferenciam do resto do mundo. O Japão, por sua vez, está a anos-luz à frente dos outros. 

No Japão, você encontra facilmente privadas com bidês embutidos. Eles são tecnicamente configurados para que o assento do vaso sanitário possa ser aquecido à temperatura do corpo. A temperatura e a pressão do jato de água também podem ser reguladas. A privada ainda conta com uma ventoinha de filtragem de odores.

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Welcome to MayShi 's World 👑 (@m.mayshi) am

3) Banheiras automáticas (Japão)

O Japão não vive só no futuro em relação a privadas. As banheiras nipônicas também são automáticas e não dispõem de uma torneira convencional. 

Ao invés disso, elas têm um painel na parede, na qual é possível regular a temperatura e quantidade da água. Além disso, a água flui através de um tipo de torneira semelhante aos botões grossos de alguns dispositivos de tomada, que estão na parede da banheira.

A banheira nunca encherá mais água do que suporta. Além disso, a água pode ser reaquecida através do painel.

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Claude (@artancestral) am

4) Sem lava-louças (Brasil)

O que pode parecer estranho para um turista visitando o Brasil pela primeira vez é a falta de lava-louças nas casas brasileiras. Enquanto na Alemanha, por exemplo, 70% dos residentes possuem o eletrodoméstico, no Brasil os números são bem baixos. Os motivos são: o alto consumo de água e eletricidade e a falta de espaço nas cozinhas. 

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Mr and Mrs P (@our_first_home_a_clayton) am

5) Janelas seladas (Inglaterra)

A partir de 1696, os proprietários ingleses começaram a pagar impostos por cada janela de suas casas ou apartamentos. No ano de 1747, quando os impostos subiram bastante, quem possuísse de 6 a 14 janelas pagava 6 centavos de libra por janela. De 15 a 19, pagava-se 9 centavos e, a partir de 20, a taxa era de 12 centavos por janela. 

Também houve tempos em que as seis primeiras janelas eram livres de impostos. Para conseguir essa isenção, famílias mais pobres começaram a murar as janelas de seus apartamentos, algo que ainda pode ser visto em edifícios antigos nos dias de hoje. 

Em 1851, o imposto foi suspenso. Os opositores ao imposto da janela prevaleceram com os argumentos de que se tratava de um imposto injusto, que afetava os pobres e aumentava os custos de luz e ar. 

wikimedia/CC BY-SA 3.0/Whilesteps

6) Interruptor de luz (Inglaterra) 

Em algumas casas inglesas antigas, ao invés de um interruptor de luz no banheiro, um cordão é usado para ligar e desligar a luz. Alguns temiam que a umidade que ocorre durante o banho, por exemplo, penetrasse no interruptor de luz e causasse um curto-circuito quando o interruptor fosse acionado.

Ao invés de instalar o interruptor de luz fora do banheiro, a solução preferida era instalar um cordão para puxar.

Pikabu/DucanKir

7) Tostadora (Chile)

Em vez de uma torradeira elétrica, os chilenos amam suas tostadoras. Ela é basicamente uma grade que é colocada no fogão a gás. Assim, qualquer pão que simplesmente não caberia nas fendas de uma torradeira elétrica pode ser colocado na grelha e assado em uma chama aberta - e dize, que o gosto é melhor.

8) Geladeira de kimchi (Coreia do Sul) 

O kimchi refere-se tanto a um tipo especial de preparação de vegetais como aos vegetais preparados desta maneira e, como o arroz, estão em praticamente todas as refeições na Coreia. No entanto, o kimchi não pode ser armazenado na geladeira, já que ficaria azedo em, no máximo, uma semana.

Em vez disso, existem geladeiras de kimchi especiais, que são mais frias, têm temperatura mais constante, umidade mais alta e a circulação de ar mais baixa do que em geladeiras comuns. Assim, o kimchi pode ser mantido fresco por até quatro meses.

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein von @binna_mon geteilter Beitrag am

9) Máquina de cortar pão (Alemanha)

Mas não é apenas a cultura alimentar coreana que leva a itens domésticos exclusivos. Os hábitos alimentares alemães, por exemplo, levaram ao fatiador de pão. Enquanto o pão é considerado mundialmente como um acompanhamento, ele é uma refeição principal saudável e quase como um bem cultural na Alemanha.

Historicamente, a preferência pelo pão vem da localização geográfica, que favorecia o cultivo de muitos tipos de cereais diferentes. Os comerciantes de pães e moleiros tradicionalmente faziam jornadas para completar seu aprendizado na área e, assim, disseminavam seu conhecimento sobre o pão.

 
 
 
 
 
Sieh dir diesen Beitrag auf Instagram an
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Ein Beitrag geteilt von Trakos (@ted_trakos) am

Outros países, outros itens domésticos. O que é uma parte normal e integral da vida cotidiana é completamente estranho para alguns outros.

Especialmente no Japão, não há apenas instalações sanitárias automatizadas, mas muitas outras invenções e hábitos peculiares que às vezes parecem exóticos para quem vê de fora.

Comentários

Também incrível