11 mitos sobre a gravidez que caíram por terra.

Quando uma mulher tem um teste de gravidez positivo nas mãos pela primeira vez, isso marca o início de uma nova fase para ela. Cada gravidez é diferente, mas as mães experientes já sabem muito bem o que isso significa para elas e seus corpos.

Você lê e ouve muita informação de que essas 40 semanas podem ser esmagadoras, e isso pode abrir um leque de inseguranças para as mulheres. A lista a seguir revela 11 desses mitos da gravidez e explica como as coisas realmente são.

1. "A cesariana é a solução mais simples."

Snowy Day

Muitas mulheres optam pela cesariana para trazerem seus filhos ao mundo, mesmo estando saudáveis. Os médicos apenas recomendam esse método se for necessário salvar a vida da mãe ou da criança. Não dar à luz de forma natural significa arriscar a ter efeitos colaterais durante o parto. Além disso, as cesarianas podem causar dor por um longo período após o parto, enquanto a dor do parto normal desaparece após um período mais curto.

2. "Só um pouquinho de álcool não vai fazer mal ao bebê."

Pair of Pregnant Nuns

Este equívoco pode ter consequências terríveis para o feto. Assim que uma mulher grávida bebe álcool, o feto está bebendo junto com ela. Não importa o quanto ela beba, mesmo pequenas quantidades podem causar danos permanentes à criança. Problemas mentais e condições físicas, como problemas cardíacos, são o resultado do álcool durante a gravidez. É muito raro que eles possam ser corrigidos mais tarde.

3. "Quadris largos facilitam na hora do parto."

Flickr

No passado, ter quadris grandes era considerado muito atraente, e as mulheres abençoadas com eles acreditavam ser particularmente sortudas quando se tratava de ter filhos. No entanto, isso é um mito que persiste até hoje. O que é importante não são os quadris, mas o canal por onde o feto deve passar. Mas mesmo o tamanho do canal não torna o nascimento mais simples, necessariamente. Já está claro que dar à luz uma criança não é um mar de rosas.

4. "Mulheres que dormem de bruços colocam seu bebê em perigo."

Durante um longo período, presumiu-se que dormir de barriga para baixo durante a gravidez não faz bem ao feto. Parece possível se você imaginar que a criança vai ser esmagada pela pressão no abdômen. No entanto, não há problema algum, porque o útero - e, por extensão, o bebê - é cercado por uma musculatura firme que não cede sob pressão. Enquanto estiver confortável, não tem problema.

5. "Enjoos só acontecem de manhã."

Um dos sinais mais conhecidos de gravidez é o enjoo matinal. Cerca de 80% das mulheres grávidas têm que lidar com esse problema. Mas o nome engana, porque, geralmente, a náusea dura o dia todo. Além disso, um quarto de todas as mulheres grávidas sofre com enjoos além dos primeiros três meses, e algumas até o nascimento do bebê.

6. "O bebê não capta nada do mundo exterior."

Pixabay

É só quando os bebês entram neste mundo que começam a observar seus arredores - ou pelo menos é o que os pais e os médicos acharam por muito tempo. Entretanto, os pesquisadores descobriram que os fetos no útero experimentam mais do que se pensava anteriormente. A voz da mãe os acalma e, se a luz que brilha no útero é muito forte, eles se afastam. 

7. "Você não deveria correr estando grávida."

A gravidez não é motivo para deixar de fazer exercício. Na verdade, muito pelo contrário! Correr, por exemplo, é saudável e pode ajudar a aliviar os enjoos. Mas se você está sofrendo de complicações como a hipertensão arterial ou está começando a correr pela primeira vez, você deve consultar seu médico primeiro.

8. "Você vai perder todo o peso que ganhou na gravidez ao dar à luz."

Claro, você automaticamente perde peso após o nascimento do bebê, e não apenas porque a criança deixou o seu corpo, mas também porque você perde a placenta e muitos líquidos. No entanto, a gordura que você consumiu nos meses anteriores não desaparecerá sozinha. Dependendo de quanto peso você ganhou, levará tempo para se livrar desses quilos extras.

9. "Todas as mulheres ficam muito felizes durante a gravidez."

 

Ein Beitrag geteilt von Rae (@raeyingart) am

Muita gente pensa que "as mulheres grávidas parecem tão satisfeitas e felizes, elas devem estar realmente se sentindo assim". Claro, as mulheres grávidas estão ansiosas para conhecer seus filhos, mas isso não significa que elas estejam sempre felizes. Os hormônios produzidos durante a gravidez influenciam o cérebro para que muitas futuras mães experimentem ansiedade, tristeza e outros sentimentos negativos. Algumas mulheres até caem em uma depressão que deve ser tratada com urgência, a fim de evitar colocar em risco a mãe e a criança.

10. "Fazer ultrassom muitas vezes pode machucar o bebê."

Isabelle Ultrasound

Não há casos de ultrassom que tenham prejudicado a mãe ou o feto. Como os ultrassons não envolvem nenhuma radiação e a transmissão das ondas sonoras é bastante rápida, não há perigo.

11. "O formato da barriga revela o sexo do bebê."

Instagram/_sabo24 Instagram/jessi_cakeorlando

Muitos pais querem saber o sexo de seus filhos o mais rápido possível. Alguns acreditam que a forma e o tamanho da barriga da grávida podem oferecer algumas informações. Infelizmente, não é assim tão simples. O tamanho e a forma da barriga são influenciados pelo peso e posição do bebê. O sexo só pode ser determinado por uma ultrassonografia após a 20ª semana de gravidez.

Algumas dessas informação são realmente reconfortantes, não são? No caso de qualquer dúvida durante a gravidez, você deve falar com o seu obstetra. Ele pode te dar todos os conselhos que você precisa.

Comentários

Também incrível